Como investir o capital de giro sem afetar as operações da empresa?

Um dos fundamentos mais importantes na saúde financeira das empresas, o capital de giro precisa receber atenção constante por parte do empreendedor ou gestor do negócio. Negligenciar esse aspecto tem causado a falência de muitas empresas no Brasil e trazido sérias dificuldades a outras tantas.

Entre o prazo de pagamento de fornecedores e recebimento das vendas existe uma lacuna que necessita de recursos para que sua empresa prossiga operando e honrando seus compromissos. Como esse processo é cíclico, é preciso administrar bem o capital de giro e acompanhar sua evolução para não ser pego de surpresa.

Após honrar seus compromissos de pagamento, o dinheiro que sobra no caixa da empresa não é, necessariamente, seu lucro. E, se as sobras aumentam mês a mês, além de um ótimo sinal, esse é um alerta que você precisa entender como investir o capital de giro.

Neste post iremos abordar aspectos que ajudarão a formar, manter e aumentar seu capital de giro, mantendo as operações da empresa saudáveis e livres de problemas financeiros.

Como formar o capital de giro?

A solução mais eficaz é também a mais simples: aumentando as “sobras” de dinheiro após honrar todas as despesas.

Para isso, reveja suas despesas detalhadamente, avaliando e questionando a necessidade, os custos, prazos de pagamento e as opções de fornecedores disponíveis para cada despesa. Essa atitude permitirá maximizar sua margem, refletindo no aumento do capital de giro.

Outra necessidade é a busca de ações de aumento de vendas, preferencialmente à vista, melhorando seu fluxo de caixa no curto prazo.

Falando de fluxo de caixa, esse é o principal instrumento na gestão do capital de giro. Projetando os pagamentos futuros e cruzando esses dados com a receita, você perceberá períodos de redução do caixa e outros em que seu caixa estará mais abastecido.

Falaremos mais à frente sobre como investir o capital de giro nesses momentos de caixa alto.

Como manter o capital de giro?

A saúde financeira de sua empresa dependerá de sua gestão do capital de giro. Para lidar com um caixa robusto é preciso ter inteligência emocional.

Uma boa gestão lhe permitirá o controle das despesas e prazos de pagamento, a impulsionará a melhorar seus processos de compras e estoque — evitando que sua empresa perca dinheiro com compras urgentes e estoque encalhado —, encorajando-a a manter vivo seu planejamento estratégico e os planos de ação.

Como investir o capital de giro?

Tendo entendido como formar, manter e aumentar seu capital de giro, vamos ver como gerar o que chamamos de “renda passiva”, que é a renda gerada pelos recursos do caixa. Seu dinheiro gerando dinheiro.

Investir o capital de giro requer cuidados, pois são os recursos dos quais você poderá precisar a qualquer momento, em face de imprevistos e necessidades da empresa.

Por isso, falando em aplicações, estas devem oferecer liquidez diária, sem penalidades para retirar o dinheiro quando precisar.

Caso sua opção seja por aplicações mais elaboradas e rentáveis, certifique-se que elas não tenham custo de administração ou, se tiverem, que seja baixo, sempre mantendo a liquidez. Um detalhe importante: sempre questione e fique atenta à tributação sobre os ganhos, que costuma diminuir à medida que aumenta o tempo da aplicação.

É importante salientar que os bancos sempre oferecem aplicações e oportunidades de investimento atreladas à instituição, mas que podem não ser as melhores, mais baratas e rentáveis.

Para entender melhor sobre essa necessidade, sugerimos que procure um coach financeiro, profissional capacitado para lhe orientar em todos esses aspectos.

Outra forma de investimento, dentro da boa gestão de compras, é considerar a compra à vista com descontos que superem os percentuais da aplicação. Além de maiores ganhos, valorizando seu capital de giro, essa ação é livre de impostos.

Investir o capital de giro potencializa ganhos e a aplicação de técnicas praticadas pelo mercado, além de agregar valor e conhecimento, impulsiona seus resultados, oferecendo oportunidades de expansão e maior visibilidade.

As sugestões citadas, embora simples, são resultado do conhecimento e experiência adquiridos ao longo de anos de atuação em mentoria empresarial, orientando empreendedores e gestores sobre as melhores práticas, com excelentes reflexos na vida profissional e pessoal.

Nosso conteúdo foi valioso? Temos mais a oferecer, faça contato conosco!

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Outros Artigos

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário